Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2019

Mais um sobre Anne Frank - O Diário Gráfico (de Anne Frank)

Imagem
Depois de no ano passado ter lido, pela primeira vez, O Diário de Anne Frank e ter ficado rendida a esta menina que se fez mulher num anexo em plena II Guerra Mundial e à intensidade de toda essa vivência fiquei com a certeza de que queria ler tudo sobre ela e não resisti a comprar esta versão do seu Diário e poder ver esta história ganhar forma em imagens.

A 27 de Janeiro comemora-se o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto em virtude da libertação do campo de concentração de Auschwitz pelas tropas da União Soviética em 1945, tal tem levado a que durante este mês existam sempre uma série de projectos evocativos deste dia que visam incentivar à leitura sobre este período e a verdade é que têm surgindo cada vez livros que versam esta temática. Mas O Diário de Anne Frank continua a ser sem dúvida uma das primeiras memórias a surgir quando pensamos em Holocausto e II Guerra Mundial uma vez que se trata, de facto de um documento sem igual enquanto relato da vida de reclus…

Novidades Desejadas do ano que passou

Imagem
E porque nem só de novidades fresquinhas se faz um blog, mas também de lançamentos que mesmo não falados na altura despertaram o interesse e ficaram na memória e claro vão sempre a tempo de ser divulgados porque um livro nunca passa de prazo.
São lançamentos dos últimos meses de 2018 que gostava muito tivessem vindo com o Natal mas não acabaram por não chegar. Alguns deles já foram bastante falados e opinados aqui pelos blogosfera outros nem tanto.

Saiu em Setembro de 2018 e para muitos que já o leram entrou para o top de leituras preferidas. Era o tão desejado no sapatinho mas ainda não chegou.
É o primeiro romance da australiana Holly Ringland e conta a história de uma jovem rapariga, Alice, que depois da família sofrer uma tragédia é forçada a abandonar a sua idílica casa à beira mar para ir viver com a avó June que cultiva flores e a irá criar segundo a linguagem das flores nativas da Austrália como uma forma de dizer as coisas mais difíceis de expressar. Filha de um pai abusador…

Filmes com histórias de escritores

Imagem
Para além dos livros, outro dos meus vícios, inofensivo são os filmes e tal como em literatura gosto de tudo um pouco embora tenha as minhas preferências. Uma delas passa, claro está por filmes sobre escritores e o mundo da escrita que me permitem conhecer um pouco melhor o mundo para mim tão apaixonante da literatura. Gosto de conhecê-los melhor e de saber um pouco mais das suas vidas para além da sua produção literária. No ano que passou vi vários filmes desse género bem interessantes e que vos recomendo se também gostam da temática.  

Um Editor de Génios 
Em 1920 Max Perkins é um dos grandes editores norte-americanos e vai dar uma oportunidade a Thomas Wolfe depois das muitas rejeições e tentativas falhadas de publicação da sua obra. Ficamos a conhecer a história verídica da criação da amizade afectuosa e complexa que mudou para sempre as vidas de ambos. Pelo meio cruzamo-nos ainda com outros escritores com quem o editor trabalhava e a quem se lhe atribui a responsabilidade da desc…

2019 com resoluções drásticas

Imagem
Pois é este ano decidi tomar resoluções bem radicais quanto à minha vida literária pois com demasiados livros na estante por ler, talvez mais do que os lidos, o espaço a começar a escassear e com outras prioridades onde investir impõem-se medidas fortes.




O objectivo prioritário é sem dúvida comprar o menor número de livros possíveis. O ano passado, irrealisticamente, propus-me comprar apenas 6 livros e claro está que falhei redondamente e no final do ano nem os quis contabilizar para não me sentir tão mal. Este ano não vou quantificar, apenas estabelecer algumas condições que espero possam refrear a compra de livros: - fazer o desafio 3 + 1, só comprar um livro depois de ler 3 da estante (e não contam os da biblioteca)
- só comprar livros com 50% de desconto com excepção para a Feira do Livro de Lisboa

Quanto a projectos e desafios vou manter também o nível por baixo e optar por desafios mais generalistas e abrangentes, maioritariamente temáticos e que me dão mais margem de escolha p…

E os melhores de 2018 foram...

Imagem
Antes de revelar os eleitos impõem-se os balanços mas quase que me apetecia passar ao lado de tão pobre que será. Não cumpri nem realizei quase nenhum dos objectivos a que me propus por aqui e quanto a projectos e desafios limitei-me a participar no Clube dos Clássicos Vivos e no Ler Os Nossos que são os do coração e de que não prescindo mesmo. De resto acho que foi literalmente tudo ao lado, mas enfim... anos menos conseguidos. 
Li apenas 17 livros (menos um do que o ano passado), num total de 3.293 páginas e não consegui completar o desafio do Goodreads em que aumentei a fasquia em relação ao ano passado e me tinha proposto a ler 25, fiquei um pouco longe. O livro mais pequeno que li foi Meninas Pequenas, Grandes Sonhos - Anne Frank e o maior Jane Eyrede Charlotte Brontë, o mais popular foi O Grande Gatsby de F. Scott Fitzgerald e o menos Meninas Pequenas, Grandes Sonhos - Anne Frank, certamente por ser uma novidade infanto-juvenil com poucas classificações no Goodreads.
Foram bem me…