Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2017

E a Feira do Livro de Lisboa 2017 foi assim...

Imagem
Pois é a Feira do Livro de Lisboa terminou já faz uma semana e eu ainda não tinha feito o balanço da minha passagem por lá. Para mim a Feira do Livro é um ritual anual que nunca perco desde que me lembro, tem de ser, mesmo com todos os livros que ainda tenho para ler e a que acrescento sempre mais três ou quatro (isto em contenção). Gosto do ambiente que se vive e sente, mesmo andando por lá muitas vezes sozinha, respira-se literatura, paixão pelos livros. Ah....e nunca pode faltar, impreterivelmente, a fartura para acompanhar o passeio.
Fui apenas duas vezes, para resistir às tentações e não dar muito cabo da carteira, mas mesmo assim consegui comprar 8 livros, mais do que o planeado, claro está. Antes de qualquer coisa escrutinei a lista de livros do dia, assinalei aqueles que me interessavam e comparei com os preços em 2ª mão, o que já deu para descartar alguns.
Com o pretexto do encontro do Clube dos Clássicos Vivos do Goodreads fui pela primeira vez à Feira e como andei à conver…

Boneca de Luxo de Truman Capote - OPINIÃO

Imagem
No âmbito do Clube dos Clássicos Vivos do Goodreads, o clássico para Maio e Junho foi "A Boneca de Luxo" de Truman Capote que se encontra na lista dos 1001 Livros para Ler Antes de Morrer.
Um clássico da literatura americana contemporânea, escrito em 1951 que retrata um pouco da sociedade nova iorquina dos anos 40 cuja história já não escandaliza, mas ainda assim continua actual em todos os seus contornos e a ter muito que dizer e encantar.

BONECA DE LUXO  (Breakfast at Tiffany´s)  de Truman Capote     Editorial Notícias, 1998 Novela (Clássico)     151 páginas     « Eu não quero ter nada até saber que encontrei um sítio onde eu e as coisas nos completamos. (...) Como o Tiffany's. (...) Descobri que o que me faz melhor é apanhar um táxi e ir até ao Tiffany's. Fico logo mais calma e com a serenidade e o ar digno que aquilo tem. Não há nada de realmente terrível que nos possa acontecer ali, com aqueles homens de fatos janotas, e o cheiro fantástico da prata e das carteiras…

TAG Feira do Livro

Imagem
Esta é a primeira TAG a que vou responder e estou cheia de entusiasmo, desde já agradeço à Daniela do blog Mente Literária por me ter tagado. Ela é original e foi criada pela Cláudia do A Mulher Que Ama Livros com nove itens relacionado com a Feira do Livro para marcar o arranque do maior evento de livros em Portugal que faz as delícias de qualquer apaixonado e viciado em livros.



LISBOA - Indica Um Livro Que Se Passe em Lisboa História do Cerco de Lisboa de José Saramago, um livro que já comecei a ler e em que a originalidade da história, a descrição do cerco aliada à da revisão do livro que o vai contar me entusiasmou, mas a escrita peculiar de Saramago que requer uma atenção redobrada e quase uma constante releitura fez-me abandoná-lo... mas não passa deste ano.
SOL- Indica Um Livro Para Ver No Verão O Velho e o Mar de Ernest Hemingway porque tem mar e pescadores que associo ao tempo de sol e às férias de Verão na praia. Vou lê-lo nos próximos tempos.
FARTURAS- Indica Um Livro Doce
Berta…

Novidade desejada - Livrarias

Imagem
Já não é uma novidade propriamente fresquinha, mas não podia deixar de a partilhar por aqui! Para uma bibliómana, não há temática tão entusiasmante, para além dos livros que abordam o mundo dos próprios livros ou contam histórias com os mesmos, como a das livrarias, enquanto sítios repletos de histórias e cultura envoltos numa aura de quase magia. O seu ambiente e muitas vezes a história que carregam.



Com este livro fazemos não só uma viagem ao longo do mundo por algumas das livrarias mais emblemáticas, conhecendo a sua história, mas também ficamos a saber mais sobre o seu desenvolvimento, significado e alcance. Porque mais do que um guia de livrarias este livro é um ensaio que investiga, analisa e tenta compreender a lógica e importância das livrarias. Dá-nos uma possível cronologia do seu desenvolvimento e da sua representação artística  e de como muitas delas se transformaram em mitos culturais, centros de tertúlia e de resistência política.
E esta viagem tem passagem obrigatória …