terça-feira, 6 de junho de 2017

Novidade desejada - Livrarias


Já não é uma novidade propriamente fresquinha, mas não podia deixar de a partilhar por aqui!
Para uma bibliómana, não há temática tão entusiasmante, para além dos livros que abordam o mundo dos próprios livros ou contam histórias com os mesmos, como a das livrarias, enquanto sítios repletos de histórias e cultura envoltos numa aura de quase magia. O seu ambiente e muitas vezes a história que carregam.



Com este livro fazemos não só uma viagem ao longo do mundo por algumas das livrarias mais emblemáticas, conhecendo a sua história, mas também ficamos a saber mais sobre o seu desenvolvimento, significado e alcance. Porque mais do que um guia de livrarias este livro é um ensaio que investiga, analisa e tenta compreender a lógica e importância das livrarias. Dá-nos uma possível cronologia do seu desenvolvimento e da sua representação artística  e de como muitas delas se transformaram em mitos culturais, centros de tertúlia e de resistência política.

E esta viagem tem passagem obrigatória por Portugal e por duas das suas mais famosas livrarias, a Lello no Porto e a Bertrand em Lisboa, aquela que é a livraria mais antiga do mundo.

Para o autor, na actual era virtual em que se passa a maior parte do tempo ao ecrã e ao computador, a livraria pode ser o local privilegiado para nos religar com o objecto e com o material ao ser um espaço com uma dimensão ritual acentuada.

"Um dos dez melhores livros de viagens" - The Guardian

Jorge Carrión é um espanhol, coleccionador de livrarias que lecciona literatura contemporânea e escrita criativa na Universidade Pompeu Fabra em Barcelona. Escreve também regularmente para jornais espanhóis e latino-americanos, como El País, La Vanguardia e Arcadia e é autor de numerosos livros que vão desde a novela ao ensaio e à literatura de viagens. Uma das primeiras coisas que faz quando chega a uma cidade é descobrir as suas livrarias


Sem comentários:

Enviar um comentário